19.5 C
Santo André
quarta-feira, maio 29, 2024
HomeTecnologiaComo as fábricas do ABC paulista movimentam a tecnologia no Brasil

Como as fábricas do ABC paulista movimentam a tecnologia no Brasil

De uns anos para cá as cidades do interior paulista vêm se destacando e aparecendo cada vez mais em relatórios e noticiários financeiros e tecnológicos dentro e fora do país. E não é sem motivo, já que o interior de São Paulo, em especial o ABC se tornou um grande celeiro de inovações nas áreas de tecnologia e ciências.

Muitas fábricas e indústrias migraram para lá em busca dessa possibilidade de crescer e se desenvolver num local menos caótico que a capital, e com custos de construção e operacionais mais baixos. Por isso e tantas outras coisas, o ABC é o terceiro maior polo econômico do Brasil.

O surgimento do polo industrial no ABC Paulista

Apesar de se chamar ABC Paulista, o local é constituído por sete municípios, que são Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra.

São Bernardo do Campo é o município mais populoso do ABC, e sempre foi um pólo de indústrias automobilísticas desde os idos de 1952, já que concentrava a maior parte das montadoras de carros e fábricas de autopeças existentes no país. E daí em diante, para se tornar o novo pólo industrial tecnológico foi um pulo. O município vem apresentando cada vez mais relevância nas instalações de construções industriais e desenvolvimento de artefatos tecnológicos.

A importância das fábricas na economia brasileira

A tecnologia é um caminho sem volta, não há como retroceder. E por isso as pesquisas e testes nessa área são fundamentais para quem quer ter o domínio do negócio, ao invés de importar aparelhos, softwares, hardwares, equipamentos médicos, entre outras coisas, por valores absurdos, e ao mesmo tempo perder a chance de exportar a nossa própria tecnologia e contribuir com a economia do país e da sua própria região. Tudo se torna obsoleto muito rapidamente, então temos que correr a frente da concorrência, e possuímos o melhor dos materiais aqui mesmo: o humano.

Esses investimentos na área tendem a aumentar, e com isso a geração de empregos será cada vez mais expressiva e técnica, já que são assuntos extremamente específicos e os novos profissionais da era tecnológica precisarão estar plenamente capacitados.

Então se faz necessário a criação de centros de ensino para formação dos novos profissionais. Investimento em escolas e universidades, nos seus centros científicos e tecnológicos já existentes, e principalmente na capacitação dos novos gênios da tecnologia brasileira!

Quais são as principais vantagens de morar perto de polos industriais

O maior e melhor benefício de viver em uma área industrializada é, sem sombra de dúvida, a maior oferta de empregos e as benesses que advém disso. O PIB de São Bernardo do Campo está entre os vinte maiores do Brasil, e graças a isso a qualidade de vida dos trabalhadores cresce e contribui para movimentar a economia local. Então todas as áreas são beneficiadas com a grande quantidade de indústrias e novos empregos. Da venda de bairro, aos shoppings, escolas, academias, bares e restaurantes, cultura e tudo que gire em torno de uma maior e melhor qualidade de vida.

São Bernardo do Campo fica localizada na Serra do Mar, com mais de dois milhões de habitantes, a vida em São Bernardo não é tão conturbada como na capital do estado, mas não perde em nada em matéria de serviços e infraestrutura, o que torna uma super vantagem comprar imóveis em São Bernardo do Campo e morar lá.

Seus verões são agradáveis e amenos, e os invernos mais frios e úmidos, terra de garoa, como dizem por lá.

As rodovias Anchieta, dos Imigrantes, Rodoanel, Índio Tibiriçá e Caminho do mar atendem bem a região, que possui acesso fácil a maior parte dos estados do país.
São Bernardo oferece aos seus moradores e visitantes todo o tipo de comodidades e serviços que sejam necessários, e, o crescimento da demanda de contratações, se traduz no aumento na construção de empreendimentos imobiliários, casas e condomínios que estão cada vez mais focados em reunir o que há de melhor para atrair quem busca qualidade de vida sem grandes deslocamentos.

A influência tecnológica promovida pelas fábricas

Cada vez mais as empresas se utilizam de processos tecnológicos com o intuito de se tornarem mais eficientes, integrar processos produtivos, otimizar tempo e poupar recursos.

A já conhecida Revolução Industrial 4.0 chegou para transformar a realidade da produtividade, independente da área de atuação.

Esse é o principal pilar da 4.0: as inovações tecnológicas aliadas a redução de custos e aumento da produtividade se juntando para as empresas e indústrias que buscam crescimento real e destaque nas suas áreas.

Atualmente cerca de 69% das indústrias brasileiras já se utilizam dessa tecnologia e sentem o impacto nos seus relatórios, vendo a mudança real quando você conta com os softwares, máquinas e equipamentos no auxílio a redução de trabalho pesado dos profissionais e assim, minimizando as chances de erros e prejuízos.

Não pense que com a introdução da Revolução Industrial 4.0 a atividade humana diminuirá, ao contrário. Os colaboradores terão mais segurança em operar maquinários, menor chance de riscos físicos, menor desgaste, e precisão na hora de reportar os resultados e relatórios sobre o maquinário e softwares aos seus gestores. Isso tudo com aumento real na capacidade produtiva.

Existem quatro níveis de automação industrial, e cada uma delas é capaz de se encaixar nos mais diferentes tipos de negócios. E ainda assim é possível fazer uma configuração personalizada de acordo com as necessidades de cada área de atuação industrial.

É também parte da 4.0 a diminuição de resíduos, tendência mundial mais que necessária, exigindo menos recursos naturais.

A Revolução Industrial 4.0 chegou para melhorar a qualidade de trabalho dos profissionais, de gerar mais lucro com a redução de custos, aumento na capacidade produtiva, já que máquinas não cansam ou precisam dormir, e, checagens constantes do processo produtivo de cada máquina ou software, facilitando a tomada de decisão e correção dos gaps que possam ocorrer.

MAIS LIDOS